Para o amor i

Seienden, Heidegger e as experiências da plenitude do Ser, um breve ensaio

2020.11.27 13:34 BlindEyeBill724 Seienden, Heidegger e as experiências da plenitude do Ser, um breve ensaio

Seienden, Heidegger e as experiências da plenitude do Ser

Assim Wolfam Eilenberger fala de Heidegger:
“Para Heidegger, a angústia é o exemplo de vivência de uma perda abrangente de sentido, que expõe - no vazio e na falta de vínculo resultantes - o olhar para o verdadeiro fundamento do Dasein em questão. E expõe de tal maneira que esse fundamento em si não comparece, não existe, não está dado ou assegurado por nada nem ninguém! No modo da angústia, o Dasein experiência a efetiva falta de chão e o possível caráter ordinário da própria existência de todos os entes [Seienden].”
Ainda que poste, e administre, uma página de apologética, creio que muito do que penso pode ser restringido ao âmbito da razão natural, desvenciliável, e não sou santo ou carola o bastante para postar somente sobre tópicos teológicos, ainda que o julgue fundamental¹. A própria ascensão da alma à compreensão natural (e me expresso dessa forma cônscio de que pode irritar e me contradizer) é útil à “apreensão” do divino, ademais. É claro que os limites da razão natural são discutíveis. Lendo esse trecho sobre Heidegger, não pude deixar de enxergar aí um exemplo de um niilismo tipicamente moderno (mais, o niilismo é, desde o princípio, um movimento tipicamente moderno), não digo para discutir, nem afirmo categoricamente “Heidegger = niilista” não conheço o suficiente de Heidegger para dizê-lo. O que me chamou a atenção é essa experiência que, creio, já senti e creio que muitos já sentiram, essa “perda de sentido” esse “fundamento em si” que “não comparece”, que “não está dado ou assegurado por nada nem ninguém”.
Essa experiência de ausência de sentido parece-me contrapor ao que considero fundamental à vida filosófica e espiritual, a saber, a experiência de plenitude do sentido, aqui, é certo, a primeira coisa que se pode arguir, creio, é que essa experiência de plenitude de sentido têm raízes na minha concepção religiosa, creio que não, pode ser argumentado que elas têm raízes fisiológicas, mas não religiosas, e digo o porquê, o porquê creio que se inserem dentro da razão natural. Sem entrar em detalhes, tive três experiências, num aperto de mão de um tio durante uma festa de aniversário na infância, numa espécie de paralisia do sono enquanto dormi ouvindo Beethoven e subitamente acordei, e na faculdade quando realizava exercícios de memorização de idéias e, na casa das duas dezenas, tive novamente essa impressão aguda, mais ainda, ao contar para minha mãe sobre as características dessas impressões e como me parecem fundamentais ela disse que sentiu algo parecido só depois dos cinquenta anos, enquanto lavava a louça em seu trabalho! Qualquer unidade ou relação entre esses eventos e a religião me parece extremamente frágil.
Tampouco digo que essa experiência é uma experiência do divino, meu tópico não é esse e eu não entraria de supetão numa discussão tão acirrada mesmo dentro da teologia. Havia sintetizado à um amigo filósofo da seguinte forma, na busca das características distintivas dessas experiências:
1-Na primeira experiência da infância se destaca a felicidade imensa, logo, a felicidade imensa faz parte da potencialidade sentimental do que chamo de experiência extraordinária;
2-Na experiência na faculdade, quando estava memorizando diversas ideias, o que se destacou foi uma experiência vívida de uma separação do ambiente, desde daquela época eu expressei o ocorrido como uma sensação de deslocação temporal, como se tivesse um tempo diferenciado, quero evitar essa expressão pois implica problemas muito grandes por ora, mas digamos que uma consciência aguda da interioridade seja a nota distintiva dessa segunda experiência;
3-Na terceira experiência, a da música ao acordar, pode-se alegar que foi uma espécie de paralisia do sono sem medo, o que se destacou aqui foi a percepção da beleza (no caso da música de Beethoven), e uma sensação de completude, porque não quis nem me mexer, mas fiz normalmente depois que passou.
A sensação de completude pode, se não me falha a memória, ser elencada como elemento unificador das três experiências, então, temos dois elementos, a “extraordinariedade”, dito de outro modo, a “inesquecibilidade” duas palavras que sequer existem mas cujo sentido é compreensível. Das três temos os seguintes elementos distintivos, a felicidade imensa, a consciência aguda da interioridade e a percepção da beleza. Essas experiências são o que eu chamo de experiências extraordinárias, mas podemos chamar de “experiências da plenitude do sentido” e me colocam num lado diametralmente oposto àquele de Heidegger (neste trecho) e dos niilistas.Essa experiência pode ser aproximada de outras quais também já foram registradas, peak experiences, experiência oceânica, etc, num contexto secular.
Se eu fosse partir de um common ground entre teístas e ateístas teria de atribuir ao homem a capacidade de projetar-se no real de tal forma que não só teria por si meios de enxergar de forma niilista o mundo devido ao seu vazio interior, mas teria meios de enxergar o mundo como portador de sentido por características igualmente imanentes (meramente psicológicas). Porém, como parto do pressuposto que o Ser é pleno de sentido, me mantenho na razão natural quando pontuo que, ao contrário, parece que Heidegger acabou sucumbindo à projeção de si no mundo enquanto a experiência de plenitude do Ser é, ela sim, originária, um ato intuitivo que vai no mesmo sentido de uma apreensão noética [da plenitude do Ser]. Ah! Quanta coisa se confunde neste tópico, por exemplo me parece que muita baboseira New Age é escrita se confundindo esse pontos, outros querem diluir as religiões nessas experiências selvagens de sentido, mas o fundamental é esta visão:
Como diz Einstein:
“A emoção mais bela que podemos experiência é a mística. Ela é a propagadora de toda verdadeira arte e ciência. Aquele para quem essa emoção é estranha ... está, por assim dizer, como morto. O que é impenetrável para nós existe realmente, manifestando-se como a mais alta sabedoria e a mais radiante beleza, que nossas entorpecidas aptidões podem compreender somente em suas formas mais primitivas – este conhecimento, está sensibilidade, está no centro da verdadeira religiosidade. Neste sentido, e unicamente nele, pertenço à classe dos homens devotamente religiosos. ”
Veja que, de fato, é uma experiência, experiência que não se pode reduzir à experimentos, imprevisíveis, vão da louça à Beethoven, uma paisagem, acredito que a vista de um besouro poderia causá-las, assim como um toque numa mulher amada pode causar uma ereção. O que eu proponho é uma filosofia que parte não da constatação do vazio, mas da plenitude do Ser, o que não é, exatamente, a mesma coisa que a religião necessariamente, ainda que eu o articule assim.
Na verdade, devo dizer é que estou somente, isso é, na forma qual compreendo, retornando às bases da filosofia clássica, essa experiência é, ou está próxima do thaumazein², o espanto, o assombro perante o ser que está na base da vida intelectual de amor à verdade [é seu princípio sempre operante, arkhe], parece-me que, aliás, tudo o que se tendeu a ver como pessimismo no pensamento antigo pode ser um equívoco neste ponto, Marco Aurélio, em suas meditações tidas como pessimistas, realizava ali exercícios filosóficos tradicionais que o mantinham centrado no que percebe ser um sentido, um Logos. Mesmo o ateísmo antigo, e creio que minhas futuras pesquisas me levarão à isso, não deságua no niilismo porque mantinha uma percepção do Logos, uma admiração pelo sentido que se mantinha no thaumazein, que ainda criam possível por sua percepção do real, tão diversa da moderna. O atomismo, o caos, realçava o milagre da existência, mas como proceder dessa forma hoje?
Existe, aqui, uma diferença fundamental. Existem trechos que exaltam a beleza do cosmos na literatura ateísta, acho que devo ter visto um em Carl Sagan, mas hoje temos uma experiência meramente estética sem fundamento metafísico, parece-nos meramente uma brincadeira sem conteúdo que, na hora do aperto dramático, desvanece de nossa consciência, pois seriam meros lampejos ilusórios de uma psique sem sentido possível, a modernidade não consegue reconhecer facilmente nenhum conteúdo objetivo às qualidades, à experiência consciência.
Mas eu erraria se dissesse que a experiência do vazio seja somente uma “projeção”, ela é sim equivocada em minha visão em suas projeções ontológicas sobre um suposto vazio do real, mas têm um fundamento. A experiência humana em sua totalidade vai de acordo com uma perspectiva (surpreendentemente) tomista³, e pode ser apreendida nessa tensão entre a experiência da dependência total e da vacuidade da criatura, ou seja, a experiência do vazio, de um lado, e uma experiência da plenitude do Ser, o thaumazein, do outro. Eis o que temos, o dia e a noite, que cada um se guie na tempestade. É claro, não é que toda a experiência do vazio se baseie na apreensão puramente real, nem que todos as experiências de plenitude sejam puras, podendo existir confusões, influências psicossomáticas diversas. A projeção de Heidegger só seria errada na medida em que fosse uma projeção de uma experiência parcial numa teoria concreta do Ser (na totalidade), ainda que, é desnecessário dizer, não seja fácil tratar do Ser em Heidegger num breve ensaio, e que não pretendo tratar de sua filosofia, mas somente refletir sobre um trecho em sua universalidade. De toda forma….
...Es freue e sich, Wer da atmet im rosigten Licht!
[Regozije-se aquele que aqui em cima respira, na rósea luz!
Schiller, Der Taucher .]”
__________
¹O leitor pode me compreender como um Walter Benjamin sem seu talento, digo, o Benjamin de 1919-1929, que vemos em Wolfam estava mais interessado com temas teológicos, isso é, vejam-me como um Walter Benjamin sem talento e sem interesse no marxismo, ah, se eu encontrasse uma mulher que me aproximasse, qual Benjamin, ao marxismo (falo de Asja Lacis)! Mas casei, a situação existencial passou. Que o connoisseur de Walter Benjamin perdoe meu tom brejeiro.
² Já que estamos falando em Heidegger, em https://filoinfo.net/node/163
"[...] os pensadores gregos, Platão e Aristóteles, chamaram a atenção para o fato de que a filosofia e o filosofar fazem parte de uma dimensão do homem, que designamos dis-posição (no sentido de uma tonalidade afetiva que nos harmoniza e nos convoca por um apelo).
Platão diz (Teeteto, 155 d): mala gar philosophou touto to pathos, to thaumazein, ou gar alle arkhe philosophias he haute. "É verdadeiramente de um filósofo este pathos — o espanto; pois não há outra origem imperante da filosofia que este."
O espanto é, enquanto pathos, a arkhe da filosofia. Devemos compreender, em seu pleno sentido, a palavra grega arkhe. Designa aquilo de onde algo surge. Mas este "de onde" não é deixado para trás no surgir; antes, a arkhe torna-se aquilo que é expresso pelo verbo arkhein, o que impera. O pathos do espanto não está simplesmente no começo da filosofia, como, por exemplo, o lavar das mãos precede a operação do cirurgião. O espanto carrega a filosofia e impera em seu interior.
Aristóteles diz o mesmo (Metafísica, 1, 2, 982 b 12 ss.): dia gar to thaumazein hoi anthropoi kai nyn kai proton erxanto philosophein. "Pelo espanto os homens chegam agora e chegaram antigamente à origem imperante do filosofar" (àquilo de onde nasce o filosofar e que constantemente determina sua marcha).
Seria muito superficial e, sobretudo, uma atitude mental pouco grega se quiséssemos pensar que Platão e Aristóteles apenas constatam que o espanto é a causa do filosofar. Se esta fosse a opinião deles, então diriam: um belo dia os homens se espantaram, a saber, sobre o ente e sobre o fato de ele ser e de que ele seja. Impelidos por este espanto, começaram eles a filosofar. Tão logo a filosofia se pôs em marcha, tornou-se o espanto supérfluo como impulso, desaparecendo por isso. Pôde desaparecer já que fora apenas um estímulo. Entretanto: o espanto é arkhe — ele perpassa qualquer passo da filosofia. O espanto é pathos. Traduzimos habitualmente pathos por paixão, turbilhão afetivo. Mas pathos remonta a paskhein, sofrer, aguentar, suportar, tolerar, deixar-se levar por, deixar-se con-vocar por. E ousado, como sempre em tais casos, traduzir pathos por dis-posição, palavra com que procuramos expressar uma tonalidade de humor que nos harmoniza e nos con-voca por um apelo. Devemos, todavia, ousar esta tradução porque só ela nos impede de representarmos pathos psicologicamente no sentido da modernidade. Somente se compreendermos pathos como dis-posição (dis-position) podemos também caracterizar melhor o thaumazein, o espanto. No espanto detemo-nos (être en arrêt). E como se retrocedêssemos diante do ente pelo fato de ser e de ser assim e não de outra maneira. O espanto também não se esgota neste retroceder diante do ser do ente, mas no próprio ato de retroceder e manter-se em suspenso é ao mesmo tempo atraído e como que fascinado por aquilo diante do que recua. Assim o espanto é a dis-posição na qual e para a qual o ser do ente se abre, O espanto é a dis-posição em meio à qual estava garantida para os filósofos gregos a correspondência ao ser do ente."
³Eis uma tradução do filósofo Josef Pieper feito pelo lendário professor da USP, Jean Lauand:
“O mundo está constituído de tal forma que quem o compreendesse a fundo poderia ser precipitado num abismo de tristeza: o próprio Verbo de Deus feito homem teve de padecer uma morte terrível e infamante. E no fim dos tempos, ocorrerá o domínio universal do mal. Tomás de Aquino ensina que o dom da ciência (que permite conhecer o que é este mundo) corresponde à bem-aventurança: “Bem-aventurados os que choram...”.
Quem pensa nisto (e o ser humano não precisa necessariamente de uma reflexão consciente para aperceber-se dessa realidade) pode muito bem verter lágrimas e cair na mais profunda depressão; depressão que, aliás, não tem porque ser considerada “infundada” ou “sem objeto”, uma vez que a criatura procede do nada. Mas a criatura é também – para além de qualquer medida concebível – tão intensamente mantida na existência pelo Amor de Deus que, quem considera este fundamento e sabe reconhecê-lo, pode facilmente ser invadido pela alegria (também aparentemente “infundada” e efetivamente não causada por nenhum motivo externo próximo e determinado). Uma alegria tão arrebatadora que, pura e simplesmente, extravasa a capacidade de recepção da alma. Como é que fica então o meio-termo, o “normal”? E por que meios é essa normalidade regulada? Talvez pelo estado fisiológico do aparelho hormonal das glândulas ou do sistema nervoso.”
E continua Lauand: “Assim, segundo Tomás, a criatura é dúplice em sua estrutura fundamental: por um lado, participa do Ser (e da verdade, da bondade, da beleza...) de Deus; mas, por outro lado, é treva, enquanto procede do nada. E essa estrutura dúplice projeta-se num apelo contraditório ao homem (também ele criatura...) em seu relacionamento com o mundo: daí a “normalidade” da “psicose maníaco depressiva existencial” ou, como se diz hoje, do transtorno bipolar.”
submitted by BlindEyeBill724 to Filosofia [link] [comments]


2020.11.27 11:40 otisscott71 Para hacer negocios desde casa en línea necesitas la mentalidad correcta

Como viajero, siempre estás buscando tu planeta más chic, incluso en medio de la naturaleza. Estar rodeado de nuestros amigos de las plantas y los animales requiere una visión natural y discreta. una especie de estética fácil de congelar. Aquí hay algunos productos y consejos esenciales para que te veas lo mejor posible en tu viaje al aire libre. Naturalmente, por supuesto.

Una forma de obtener muestras de maquillaje gratis es visitar el sitio web de las marcas, suscribirse en el sitio para producir cuando se ofrecen muestras gratis, cupones y premios es muy simple de averiguar. La parte difícil de obtener estas muestras gratuitas se ofrece en cuando su sitio web ofrece cuestionarios para ser llenados. mejores cosméticos naturales y orgánicos para tu piel

Muchos expertos en maquillaje están empleando los tonos pastel y melocotones de esa primavera porque destacan más. Con el fin de ser probable a un brunch de Pascua con la familia, es en realidad el color perfecto puesto junto con el delineador de ojos nominal y el rímel atrevido para completar su mirada de la firma de la primavera.

El problema número dos con el que este individuo se enfrenta es para comprar cosméticos en línea y tienda de maquillaje que puede ser creada por hombres no sólo usando lo que nosotras como mujeres podríamos ayudar. Puede que no se asegure de caminar por los grandes almacenes para comprar el rimel. Además, ¿cómo podría saber cuál es más barato?

Si está pensando en vender productos en línea entonces necesita conseguir sus productos muy baratos. Esto se debe a que, además, los productos de eBay ya suelen ser muy pobres. De hecho, es como un mayorista. La subasta de nuevos productos significa que usted puede tener la oportunidad de comprar productos baratos, más baratos . pensando en la promoción de sus productos de belleza al por mayor en eBay, entonces usted debe estar seguro de que probablemente va a obtener sus productos con descuentos. Si no lo haces, simplemente no ganarás algo de dinero.

Los pinceles y aplicadores te duran varios años cuando se les da el cuidado adecuado. Guarde los cepillos en posición vertical para airearlos y evitar deformaciones. Límpielos con una toalla de papel o un trapo seco después de cada uso para quitar el pigmento y otros polvos que podrían mezclarse con su maquillaje. Límpielos cada dos semanas y el estado prístino corresponderá al amor y cuidado que le ha dado a su gente.

Cualquiera que sea su necesidad, hay cosas de belleza que están hechas para usted. Puede que lleve algo de investigación, pero seguramente es posible encontrar el valor que puede permitirse. Hay una amplia gama de recursos accesibles en línea para descubrir los mejores juegos. La lectura de las reseñas de productos en línea puede apoyar su investigación. Después de consultar con un dermatólogo, puedes elegir el producto que te ayudará a conseguir un tono de piel más atractivo.
submitted by otisscott71 to u/otisscott71 [link] [comments]


2020.11.27 09:12 Annie_LoRu Volverá

Esperaba que el pasado no asomara sombra en el tejado. Mientras esperaba miraba las estrellas me di cuenta que el pasado con su sombra alcanzó el atardecer y por un momento roso mi piel. Recordé y senti, sentí cada beso en mi boca, cada abrazo que te di, senti todas las caricias y ese roce tuyo que me hacía sentir morir. Senti tu olor y por un momento puedo decir que senti tu alma venir, así que recargada en esa ventana, donde India miramos juntos y soñamos con el alma senti. Y senti de nuevo como poco a poco el calor del atardecer me abandonaba y con él todos los recuerdos que se clavaban como tú mirada, me alcanzó poco a poco la sombra y poco a poco senti el frío del la noche, poco a poco senti la melancolía que como tú adiós había traído la noche. Así que decidí subir, subir para alcanzar cada rayo de Sol, para no perder ni uno de tus dulces besos de amor, y subí al segundo piso y después al techo, y en el techo quise subir más, así que trepé y trepé hasta que me encontré en las puntas de mis pies y ya no hubo más a donde subir. Ya ni hubo más a donde huir y poco a poco se desvaneció tu piel..
Perdí... perdí una vez o tal vez dos o tres yes que realmente no importa ya si habrá que perderlo pedir, cuánto habrá que sentir pues a fin de cuentas jamás volverá a ser a ti y jamás volverá a ser así... Cian
submitted by Annie_LoRu to u/Annie_LoRu [link] [comments]


2020.11.27 05:59 cosaschulas Las productos más chulos de internet

Las productos más chulos de internet
Me encantan los gadgets de todo tipo. Me atraen especialmente los teléfonos inteligentes, las tabletas y muchos otras cosas chulas para comprar en internet que hacen mi día a día más fácil y divertido.
En el pasado, mi historia de amor con la tecnología me tomó por sorpresa y me hizo pagar altos precios al comprar en tiendas minoristas.
Finalmente obtuve mi control de realidad un fin de semana, cuando mi perro mordió mi cargador en medio de la noche. Me desperté con la necesidad urgente de un nuevo cargador de portátil.
Desesperada por conectarme de nuevo, me dirigí a una tienda local y compré el único cargador que ofrecían.
Una vez que encendí mi computadora portátil, la curiosidad se apoderó de mí y solo tenía que ver cuánto me habría costado este cargador en línea.
Varios sitios web ofrecían exactamente el mismo cargador por $20 menos.
Fue entonces cuando me convertí en una cruzada contra la compra de dispositivos tecnológicos en las tiendas físicas.
Desde entonces, encontré varios sitios como cosaschulas.com.mx que ofrecen excelentes ofertas en casi todos los dispositivos que quería, a menudo con un 50% o más de descuento en los precios minoristas.

https://preview.redd.it/d7ri65sfsp161.jpg?width=800&format=pjpg&auto=webp&s=c291f0f99efd9de07df122961d267e4593f2735a
submitted by cosaschulas to u/cosaschulas [link] [comments]


2020.11.27 03:02 terrordelas14 Minha vida.....

(nesse post vou comentar tudo que venho guardando de ruim em mim desde meus 5-6 anos...) Tudo começou no 1° ano do ensino fundamental, eu não sei porque mas alguns colegas não gostavam de mim, eu nunca os tinha visto na vida, mas isso piorou no 2° ano, quando começei a sofrer bullying. Não sei porque mas esse ódio gratuito triplicou e comecei a sofrer hate, eu não era de brincar com brincadeiras apelativas (empurrar, tapa etc) mas eu fazia quando faziam comigo, e assim foi, me zoavam, me batiam e a coordenadora via e não fazia nada, eu chegava a chorar de ódio e como bom e besta coração eu perdoava a pessoa e recomeçava, mas quando era eu "vingando" bastava chamar meus pais. E assim foi até o 5° ano fundamental onde agravou bastante a situação onde eu acho que foi minha primeira depressão (mais tarde explico), eu levava chute, bicuda na barriga soco, e etc além de ser mira da língua mas meninas da sala, eu era o menor e mais novo da sala, eles me desprezavam, batiam fisicamente e verbalmente e quando a professora via eu tomando atitude pra fazer algo ela dizia "partiu pra agressão perdeu a razão" como se só eu batia em alguém naquela sala aff... e quando começou os ataques eu começei a ser um aluno problemático pra tentar aliviar o sofrimento, com isso meus pais começaram a vigiar mais minha vida escolar e eu sempre tive muito problema em matemática, e meu pai me ensinava, pra ele tudo era soma multiplicação adição subtração e divisão ele me dava "aula" a berros e gritos eu chorava era um pesadelo!!! Mas mesmo assim eu perdoava ele porque eu achava que tudo aquilo era para o meu bem e foi aqui que começei a falar sozinho, pra desviar daquilo, depois de um tempo no mesmo ano eu começei a pensar, "a ném, mais um dia as mesmas coisas" e foi quando eu acho que começou minha depressão sem saber, mesmo não sabendo o'que era eu queria me matar mas não tinha coragem (isso com 9-10 anos de idade) enfim, em 2014 quando fiz 10 anos no mesmo ano um tempo antes (julho) minha avó faleceu, minha avozinha que tanto amava que era tudo pra mim, e eu me senti culpado pela Morte dela pois ela fazia tratamento contra a leusemia e mesmo assim ela me comprava um bocado de coisa, e nesse mesmo ano eu ganhei meu primeiro celular digital que fez com que eu conhecesse jogos incríveis como Minecraft ;) e lá fui eu conhecer esses jogos e logo pensei "se todos me odeiam vou ficar na minha fazendo o'que eu gosto, e assim foi 2014-2017 esses foram os anos mais incríveis da minha vida onde tive um bocado de experiência boa na vida, mas meu pai não gostava que eu jogava pois achava que eu ia ficar louco, meu pai, eu não culpo ele mas ele fez muito mal pra mim, não físico mas sim sentimental enfim em 2017 (final) fui diagnósticado com panhipopituitarismo ( se se interessar pesquisem) e isso ferrou meu consciente de novo pois meu pai tem que viajar direto pra capital do meu estado buscar remédio além de gastar em vários outros, e isso fez meu psicológico fuder de um jeito.... Enfim, em 2018 eu tive uma das piores experiências da minha vida, sim, tive um amor abusivo/iludido não quero adentrar mas isso me fez entrar em depressão que consegui novamente curar sozinho, pois meu pai acha que isso é coisa de fraco e que tem que matar quem ta te fazendo mal, E minha mãe ia preocupar demais eu dei a volta por cima e vamos para 2019, ia ser um ano zica se não fosse o fim, eu estava gostando de uma garota mas no final ela tava me testando e taquei o foda-se mas meu primo que eu confiei muito explanou um segredo que contei pra ele, descobri esse ano por um amigo, esse meu primo se paga demais de fodão só porque não é mais virgem e fuma narguilé (adolescente moderno mas tenho 16 e ele 17 e não sou e nem quero pegar essa característica dele) mas ele sujou meu nome pra cidade toda e eu falando com pessoas principalmente meninas que sabem desse segredo meu (tem haver com panhipopituitarismo que disse mais cedo no texto) meu pai reclama que só fico jogando depois de tudo isso enfim essa é minha vida....
submitted by terrordelas14 to desabafos [link] [comments]


2020.11.27 02:57 30197855J Mais um amigo reprovado na prova da primeira habilitação do Detran.

Mais um amigo reprovado na prova da primeira habilitação do Detran. Cara, o que você está fazendo de errado não é a prova. É a bendita cara de coitadinho que você leva pra fazer a prova. Tu já chega todo arrumadinho e cheiroso parecendo um poodle que come ração com cenourinha ralada. Entra no carro e fala: - Bom dia a todos. AH VAI MORDER A BUNDA DO TEU PAI!!! VAI DA BOM DIA PARA O CARCEREIRO! Ninguém ali quer ser o amor da sua vida, nem seu próximo parceiro de dominó! Eles já saem de casa sedentos pela lagrima que cai do seu rosto. ELES SE ALIMENTAM DISSO, TU ME OUVIU??? ESTOU FALANDO DE MONSTROS QUE BEBEM LÁGRIMAS! Vai fazer a prova?? Bote a sua pior roupa, vista uma cara de maluco, assassino! RASPE A SOBRANCELHA! É isso mesmo. Ela vai crescer de graça depois, sem precisar pagar um Duda pra isso. Entra no carro e faça a seguinte oração em voz alta. " Deus, me ajude dessa vez. O senhor sabe o quanto estou me esforçando. Se me sacanearem dessa vez, eu perco a condicional, mas ninguém sai vivo daqui." Dê uma mordida bem forte no braço pra eles ficarem olhando a marca ate a prova acabar. É PRA DAR UMA DE MALUCO MESMO!
Eu duvido que dê errado!
submitted by 30197855J to copypastabr [link] [comments]


2020.11.27 02:42 rainirivera998 Solo sin nadie.

Solo sin nadie.

📷
Una tarde de otoño del 2033 hacia frio estaba divagando en mis pensamientos la niebla cubría el pueblo como una mamá arropa a su hijo, yo sentí una sensación de soledad como si no pudiera desahogarme o no tuviera a alguien con quien desahogarme, nadie con quien hablar me sentí vacío a un con mis logros y esas cosas ya no era lo de antes.
Hace tiempo no veía a mi familia no la visitaba por miedo a lo que dirían sobre lo que hice, en el pueblo donde vivía donde me oculte no conocía a nadie me había estado ocultando del mundo en un pueblo de pocos habitantes a las afueras de chicago cerca de la zona de caza. La muerte me había dejado sollozo y desamparado por eso me fui de ese lugar, un día estaba listo para morir, pero por una razón que no comprendo me levante salí de la cama fui a la repisa donde tenia el dinero tome mi auto de anciano de los noventa y fui a la tienda me atendió un señor un poco obeso no era blanco ni negro era un café medio claro le dije que tenía toz, gripe y fiebre me dio un jarabe y volví a mi auto pero se me había olvidado algo muy importante , era lo que yo era lo, que representaba, lo que era yo era la sensación de amor.
Me devolví a la tienda compre unas bebidas, había otro tipo en la tienda también una chica el tipo le estaba diciendo groserías obscenidades cuando entro, pero ella no lo vio y pensó que era yo y cuando siento un golpe que me desacomodo las ideas me levanto y me pega de nuevo me levante rápido y le dije ¿Qué te pasa? Ella cuando escucho mi voz vio que no era yo el que le había dicho todo eso, el de la tienda dijo —¿Qué sucede aquí? —Le dije todo está bien tranquilo el medio un pedazo de hielo del congelador, me fui a sentar en la acera de un bar, ella me siguió y me pidió disculpas le mire los ojos y en verdad estaba avergonzada, parecía como si nunca viera a gente diferente o gente que no fuera del pueblo pensé en ese momento, y le dije que la única forma que la podría perdonar o no decirle a la policía, era que aceptara ir a un cita con migo ella acepto pero se veía preocupada, le dije ¿estás bien? Ella dijo que ya se tenía que ir, pero no tenía auto ni nada ¿se iba a ir caminando? me pregunte, le dije que si la podía llevar ella acento con la cabeza le pregunte donde vivía para llevarla y así poder pasar por ella el día de la cita.
Espero que les guste mi cuento si les gusta pueden ir a mi instagram.
raini_rivera_
submitted by rainirivera998 to costarica [link] [comments]


2020.11.27 02:42 rainirivera998 Solo sin nadie.

Solo sin nadie.

📷
Una tarde de otoño del 2033 hacia frio estaba divagando en mis pensamientos la niebla cubría el pueblo como una mama arropa a su hijo, yo sentí una sensación de soledad como si no pudiera desahogarme o no tuviera a alguien con quien desahogarme, nadie con quien hablar me sentí vacío a un con mis logros y esas cosas ya no era lo de antes.
Hace tiempo no veía a mi familia no la visitaba por miedo a lo que dirían sobre lo que hice, en el pueblo donde vivía donde me oculte no conocía a nadie me había estado ocultando del mundo en un pueblo de pocos habitantes a las afueras de chicago cerca de la zona de caza. La muerte me había dejado sollozo y desamparado por eso me fui de ese lugar, un día estaba listo para morir, pero por una razón que no comprendo me levante salí de la cama fui a la repisa donde tenia el dinero tome mi auto de anciano de los noventa y fui a la tienda me atendió un señor un poco obeso no era blanco ni negro era un café medio claro le dije que tenía toz, gripe y fiebre me dio un jarabe y volví a mi auto pero se me había olvidado algo muy importante , era lo que yo era lo, que representaba, lo que era yo era la sensación de amor.
Me devolví a la tienda compre unas bebidas, había otro tipo en la tienda también una chica el tipo le estaba diciendo groserías obscenidades cuando entro, pero ella no lo vio y pensó que era yo y cuando siento un golpe que me desacomodo las ideas me levanto y me pega de nuevo me levante rápido y le dije ¿qué te pasa? Ella cuando escucho mi voz vio que no era yo el que le había dicho todo eso, el de la tienda dijo —¿qué sucede aquí? —Le dije todo está bien tranquilo el medio un pedazo de hielo del congelador, me fui a sentar en la acera de un bar, ella me siguió y me pidió disculpas le mire los ojos y en verdad estaba avergonzada, parecía como si nunca viera a gente diferente o gente que no fuera del pueblo pensé en ese momento, y le dije que la única forma que la podría perdonar o no decirle a la policía, era que aceptara ir a un cita con migo ella acepto pero se veía preocupada, le dije ¿estás bien? Ella dijo que ya se tenía que ir, pero no tenía auto ni nada ¿se iba a ir caminando? me pregunte, le dije que si la podía llevar ella acento con la cabeza le pregunte donde vivía para llevarla y así poder pasar por ella el día de la cita.
Espero que les guste mi cuento si les gusta pueden ir a mi instagram.
raini_rivera_
submitted by rainirivera998 to Ticos [link] [comments]


2020.11.27 02:41 rainirivera998 Solo sin nadie.

Una tarde de otoño del 2033 hacia frio estaba divagando en mis pensamientos la niebla cubría el pueblo como una mama arropa a su hijo, yo sentía una sensación de soledad como si no pudiera desahogarme o no tuviera a alguien con quien desahogarme, nadie con quien hablar me sentía vacío a un con mis logros y esas cosas ya no era lo de antes.
Hace tiempo no veía a mi familia no la visitaba por miedo a lo que dirían sobre lo que hice, en el pueblo donde vivía donde me oculte no conocía a nadie me había estado ocultando del mundo en un pueblo de pocos habitantes a las afueras de chicago cerca de la zona de caza. La muerte me había dejado sollozo y desamparado por eso me fui de ese lugar, un día estaba listo para morir, pero por una razón que no comprendo me levante salí de la cama fui a la repisa donde tenia el dinero tome mi auto de anciano de los noventa y fui a la tienda me atendió un señor un poco obeso no era blanco ni negro era un café medio claro le dije que tenía toz, gripe y fiebre me dio un jarabe y volví a mi auto pero se me había olvidado algo muy importante, era lo que yo era lo, que representaba, lo que era yo era la sensación de amor.
Me devolví a la tienda compre unas bebidas, había otro tipo en la tienda también una chica el tipo le estaba diciendo groserías obscenidades cuando entro, pero ella no lo vio y pensó que era yo y cuando siento un golpe que me desacomodo las ideas me levanto y me pega de nuevo me levante rápido y le dije ¿qué te pasa? Ella cuando escucho mi voz vio que no era yo el que le había dicho todo eso, el de la tienda dijo —¿qué sucede aquí? —le dije todo está bien tranquilo el medio un pedazo de hielo del congelador, me fui a sentar en la acera de un bar, ella me siguió y me pidió disculpas le mire los ojos y en verdad estaba avergonzada, parecía como si nunca viera a gente diferente o gente que no fuera del pueblo pensé en ese momento, y le dije que la única forma que la podría perdonar o no decirle a la policía, era que aceptara ir a un cita con migo ella acepto pero se veía preocupada, le dije ¿estás bien? Ella dijo que ya se tenía que ir, pero no tenía auto ni nada ¿se iba a ir caminando? me pregunte, le dije que si la podía llevar ella acento con la cabeza le pregunte donde vivía para llevarla y así poder pasar por ella el día de la cita.


Espero que les guste mi cuento si les gusta pueden ir a mi instagram.

rainirivera

submitted by rainirivera998 to u/rainirivera998 [link] [comments]


2020.11.27 02:14 lulumaria898 Meu namorado podolatra broxa

Eu namoro com o meu primeiro namorado a quase 9 anos. Nos damos muito bem, gostamos das mesmas coisas em sua maioria, ele é uma pessoa maravilhosa, que família e amigos adoram, que me respeita, me da liberdade, não é machista e sim é apaixonado comigo. Aquele namorado que muitas meninas sonham pra falar a verdade. Acontece que ele tem os seus feitiches ...gosta de pés ... entre outras coisas mas no geral ele é submisso. Eu entao não tenho fetiches em si... (talvez algumas fantasias)mas o que quero mesmo é uma boa pegada ou uma boa transa. Acontece que durante todos esses anos me adaptando aos fetiches dele e até gostando de fazer muitos dele ... ele broxa na hora H muitas das vezes. Antes ele só funcionava na base do fetiche ou preliminares, depois só foi piorando... já conversamos sobre isso.. e teoricamente é um problema de ansiedade. Acontece que depois de 9 anos eu já não to com mais saco para isso... estou tomando nervoso... ele não me procura ... ele broxa quase sempre e quando fazemos algo é sempre eu que procuro. Para fazer novamente demora muito... a ultima vez foi a TRES FOCKING MESES atrás. Isso já não esta me fazendo bem... eu to puta pra falar verdade! não só sobre o sexo mas também dele como pessoa. Ele ser um homem subimisso em muitas coisas. Eu to CANSADA de ser compreensiva.. de falar tudo bem ACONTECE... de levantar ele nessas horas. Estamos morando junto agora a 1 ano e isso piorou demais ... principalmente pq estamos passando por muitas dificuldades financeira no qual por muito tempo eu que banquei as despesas e ainda banco a maior parte dela. Resumindo ele é um homem frustrado profissionalmente, não consegue emprego, mas também não tem proatividade, as vezes viaja na maionese com a vida. Tudo isso que estou falando aqui já foi conversado entre eu e ele pois temos muita liberdade porem a parte de broxar eu já não sei mais o que fazer e nem o que falar. Só estou cansada. Sei que muitos vão falar pra ele olhar um médico ou um terapeuta que eu acho também... porem não temos dinheiro para nada disso... ta tudo uma merda. Pronto falei.
Update
Galera o negocio é muito mais em baixo, acredito que tenha muito amor na nossa relação (isso não tenho duvidas).
Não moramos no Brasil e desde o começo ele teve muitas dificuldades de achar emprego (aquele famigerado mandar o CV por email) acontece que aqui fora não tem dessa, voce tem que bater de porta em porta e vender seu peixe, ele não é uma pessoa proativa para isso.
Já conversamos sobre vários aspectos do relacionamento somos honestos um com outro, mas bater na mesma tecla cansa. E sim eu sei que se talvez ele estivesse empregado e feliz as coisas seriam diferentes.
Mas eu estou sobrecarregada e me sentindo sozinha até. Passamos muitas coisas por aqui e não é fácil ser imigrante e muito menos ser imigrante mulher. E no final a única coisa que eu queria sim era ter uma transa boa mas nem isso ta dando mais.
São tantos problemas financeiros, longe da família e amigos, ralando em subempregos, passando pelos perrengues da vida (que chega uma hora você só vai e acostuma).
Não quero me vitimizar não, estar aqui fora e passar por tudo isso é uma escolha minha, acredito que para tudo na vida temos que sacrificar algo para colher depois. Só queria uma parceria completa, e não se sentir cansada.
Resumindo (lutem pelo SUS do Brasil) eu sei que ele tem passado por problemas de auto estima, insegurança entre outros. Mas ta difícil segurar a barra dele e a minha junto alem desses problemas sexuais serem de muitos anos... é quase um ciclo ... ficamos bem... e depois ele volta a broxar. Bom eu que lute.
submitted by lulumaria898 to desabafos [link] [comments]


2020.11.27 01:31 frustratedwriter15 Esse é o começo de um livro que estou escrevendo. Ele se chama "A menina que queria comer o mundo"

Parte 1: Sobre novos começos. A menina que queria comer o mundo Eu tenho um sonho recorrente, onde eu estou de frente ao oceano, as ondas batendo no meu tornozelo como uma gelada lembrança de que eu estou caindo aos pedaços e assim como o vento, eu desapareço. Me faço ar e água, eu viajo a mundos desconhecidos que são feitos de sussurros e histórias não terminadas que foram engolidas pela minha forma. Nesse sonho eu não sou feita de pedaços quebrados, eu não sou feita de beleza invisível, eu não sou feita de lágrimas derramadas em vão ou gritos ao silêncio. Eu sou de água e ar, eu mudo conforme necessário, eu sou amada incondicionalmente. Nesse sonho eu não existo. Mas então eu acordo, e estou de volta na minha cama e sentindo o sol esquentar o meu rosto, lembro o que realmente é real. Esses são os meus dias mais difíceis, na escola nada parece certo, eu fico com aquele sentimento no coração que é pesado demais pra carregar e difícil demais para explicar, são nesses dias que meus ombros abaixam e minha cabeça fica presa entre o real e o imaginário. Às vezes eu me pergunto se eu vou conseguir chegar até o dia seguinte, afinal como eu vou continuar sabendo que sou de carne e osso e existem limites para o meu ser? Eu não posso fugir, então fico presa nesse pequeno corpo que pouco significa comparado a grandeza de tudo e eu, continuo. A escola pode ser considerada um local de sentimentos mistos, lá eu consigo me superar e sinto que prenchoo um pequeno vazio de tudo o que falta em mim, mas também é lá onde ponho todo meu esforço para ser engraçada, ser compreendida e amada, é como uma constante prova onde eu tenho que passar e ganhar o respeito de todos, apesar disso eu ainda me sinto invisível. Sou um daqueles fantasmas de filme, posso ser sentida um toque ali, uma risada aqui, no entanto ninguém me enxerga, consigo ver atrás das risadas e das conversas animadas. Consigo sentir as pessoas se perguntando de onde ela surgiu? Eu continuo apesar de tudo. Eu então me refugio no meu quarto, entro no começo da noite e só saio quando o mundo fica quieto. Esse horário é perigoso, a quietude e a solidão te dão uma segurança falsa, elas contam mentiras de liberdade e falta de consequências. Esse é o momento em que eu ataco, de repente me vejo sem controle do que eu penso, sinto ou faço. Eu começo a comer, não importa o que, são poucos minutos em que o mundo me traz prazer e felicidade. Sou inundada por gostos e cheiros que me preenchem, cada lugar onde um dia foi vazio é preenchido por um sabor diferente.Salgado, azedo, doce, amargo não me faz diferença, contanto que sirva o seu propósito. Aos poucos volto a me sentir cheia até a respiração ficar difícil, e o meu corpo se sentir grande demais, assim faço o meu caminho de volta ao quarto e lá me faço a vítima de tudo o que eu acabei de fazer, e de tudo o que já fizeram comigo. Enquanto a culpa desce sobre mim eu vou adormecendo, deixando a dor se ajustar ao meu corpo, dominando tudo. Eu chamo isso de ciclo, estou presa nele, sobrevivo por causa dele, estou viva por ele e eu não sei como quebrá-lo, consigo o enganar fugir por algumas semanas, meses às vezes, mas ele sempre me acha e me traz de volta. Poucas pessoas sabem sobre ele, minha mãe foi a primeira a notar, no começo eu não quis acreditar. Afinal, como eu poderia estar me sabotando? No entanto, quanto mais as palavras ecoavam na minha cabeça, mais sentido fazia não apenas o que ela me disse, mas a minha vida inteira. Quando entendi o que ela me disse, entendi os vazios. Parecia que minha vida toda tinha sido finalmente posta em uma luz fria. No dia seguinte, a tarde fui a aula de pintura e contei pra uma pessoa, minha amiga Maria. A partir daquele momento ela passou a guardar meu segredo mais precioso, a razão da minha derrota. Não contei pra Maria sem motivo, para entender o meu porquê, você precisa entender ela. Maria é uma daquelas pessoas que emana luz e cheira a campos de flores em dias ensolarados, ela vê algo mais profundo e de alguma forma entende. Você não quer ser apenas conhecida por ela, quer ser enxergada por ela e, eu, fui. Ela viu por trás do esforço e das falsas personalidades, ela enxergou minha essência, o que quer que ela seja. Eu decidi a fazer minha confidente, guardei todos os seus segredos e ela os meus. Dessa forma, quando eu a contei sobre o ciclo e os vazios, ela não sentiu pena, não me perguntou se eu precisava ser ajudada. Não, ela compreendeu o que representava e o que significava. Acho que esse foi o primeiro dia em que eu estava completamente presente, eu não era um espírito observando todos e tentando agir de maneira certa, não, naquele dia eu existi. Pela manhã o dia não se misturava em fragmentos e borrões, eu conseguia ver os acontecimentos claramente. Ainda sim, no café o nevoeiro havia voltado, mas naquela manhã eu não me importei, porque agora eu tinha uma memória para guardar e não importava o quão escuro ficasse nada poderia tirá-la de mim. O dia seguiu normal, os momentos e as pessoas voando por mim, todas com um propósito, com um lugar para ir. Quando eu cheguei em casa, o vazio me invadiu, a noite e a sua solidão tomaram conta de novo, era como um tsunami que recuava ocasionalmente, mas sempre voltava com o dobro de força. Me arrastei até o quarto, deitei e fechei meus olhos e por uma hora imaginei praias brancas com as ondas indo e voltando, imaginei o ar da montanha batendo na minha cara e grandes florestas me rodeando, imaginei um campo florido com uma brisa leve me abraçando, imaginei um lago fundo e gelado, imaginei ser feliz e quando eu não consegui mais imaginar eu fui pra cozinha. Apesar de ter sido a primeira a notar, minha mãe nem imagina que eu ainda estou presa no ciclo, com muito esforço eu convenci ela de que eu melhorei. Meu último desejo era preocupar ela. Nós vivíamos sozinhas, meu pai desapareceu quando eu ainda era pequena e desde então a casa ficou vazia e o escritório foi ocupado por várias noites em claro. Meu pior dia foi uma noite fria de julho, a casa vazia fazia o meu coração arder e como uma tempestade de verão eu fui arrastada até a cozinha. Quando cheguei lá não consegui parar, eu estava no olho do furacão e assim eu comi, e comi e até os meus olhos arderem como o meu coração, e minha respiração ficar fraca eu não parei de comer. Eu acordei na minha cama no dia seguinte. Minha mãe já trabalhava na cadeira do meu quarto, e assim que percebeu que eu estava acordada ela apertou minha mão e me deu um olhar de pena. Eu nunca me senti tão inferior e envergonhada como naquele dia. As aulas de arte eram a minha salvação, meu porto seguro. Por arte você não precisa descrever sua dor, não precisa explicar, a dor só precisa ser sentida. O pincel passou a contar meus segredos, ele coloriu minhas cicatrizes e enfeitou a névoa. A arte era única parte minha, que não havia sido tocada pelo ciclo ou pela dor, ela era meu pequeno presente e eu a guardava com todo o meu ser. Como você já deve ter reparado, Maria é minha única amiga. E eu não digo isso para ser engraçada, apenas conto a verdade. Eu já estava acostumada e por mim nada precisava mudar. Quando uma das meninas se aproximou de mim na escola, eu não dei muita importância, eu não sou uma pessoa falante e em pouco tempo ela desistiria de mim. Mas recreios viraram almoços, e almoços viraram tardes na companhia dela. Por algum motivo ela não necessitava que eu conversasse, ela fazia isso por mim. O nome dela era Esther, de acordo com o que eu conseguia ouvir ela viraria uma arquiteta e pretendia fazer a casa de várias celebridades. Esther virou uma constante na minha vida. Quando eu fui parar no hospital, minha mãe e Maria já não estavam mais na companhia uma da outra, Esther estava lá e iluminava o quarto com suas conversas animadas e gargalhadas feitas de música. Esther tinha uma vida, um namorado e dois pais, ela morava perto da escola e pretendia se mudar quando se formasse. De acordo com ela eu tinha muita sorte de ser acolhida por ela. Eu não discordava, eu realmente tinha sorte. Esther era como um anjo caído do céu, a sua pele é da cor da noite e brilha quando o sol bate nela, os seus cabelos são grandes e cacheados e ela ama por ele em penteados. Ela ama abraços e consegue me deixar sem graça toda vez que me beija na bochecha para me dar tchau, eu não sou boa em demonstrar amor. Você deve estar se perguntando qual é o meu nome, ele é estranho, mas minha mãe o ama porque ele significa divina e pra ela eu sou completamente divina. Meu nome é Diana, ele não combina comigo, mas eu gosto de imaginar que em outra vida eu realmente fui divina. É tão estranho como pequenas coisas fazem diferença na nossa vida. Um sanduíche a mais, domingos sonolentos e ensolarados, uma amiga a mais, um beijo. No dia 15 de abril meu mundo brilhou, uma coisa dentro do meu coração foi acordada, algo que eu não sentia há muito tempo. Nesse dia, eu e Maria fomos visitar Esther, era aniversário dela e a ideia de festa dela era nós duas e seu namorado. Maria gosta de ser pontual, então chegamos 10 minutos mais cedo, ela segurava uma bandeja cheia de biscoitos e eu segurava a pintura que eu havia feito pra ela de presente, ela merecia, 17 não é uma idade fácil de chegar. A casa de Esther não era muito grande, mas também não era pequena, ela tinha um quintal e até o ar parecia diferente aqui, como em um filme. Andar pela casa dela era como ver o que sua vida deveria ser, a casa dela parecia ser tirado de um poster do prédio do serviço social. Quando entramos no quarto dela a felicidade se foi, eu nunca me senti tão desconfortável como quando vi Esther chorando. Enquanto eu entendia o que estava acontecendo, uma raiva também descia sobre mim, porque ninguém jamais deveria machucar Esther. Após alguns copos de água, finalmente conseguimos descobrir que seu término era o motivo do choro. Ele tinha arranjado uma menina melhor, de acordo com ela e ele tinha decidido que hoje era o dia ideal para contar-lá. Eu não me lembro de muito depois disso, os sons e as vozes viraram um só. Tudo o que eu conseguia ouvir era minha raiva, eu me sentia um vulcão prestes a explodir, como alguém ousava machuca-lá? Por que as pessoas eram tão cruéis? O que eu, ou Maria ou Esther havíamos feito para merecer tanta merda? A raiva borbulhava por baixo da minha pele e eu precisava socar alguém. Aos poucos decidi que eu não tinha força suficiente para socar alguém, invés disso pela primeira vez em meses eu decidi falar. - M...Man..Manda ele sse fuder. Foi a primeira vez que falei na frente de Esther, ela me olhava com os olhos arregalados, enquanto Maria colocava o copo de água no criado-mudo. -Você fala! Eu estava prestes a começar aula de sinais - ela falou com um sorriso no rosto, enquanto me encarava, eu apenas acenei com cabeça e soltei uma risada baixa. Eu nunca tinha passado um dia como aquele, só nós três comendo besteira sem culpa, elas conversando enquanto eu observava e ria eventualmente. Nesse dia eu descobri o que era felicidade. A noite veio rapidamente, e levou Maria com ela para sua casa, no entanto eu decidi segurar aquele sentimento e dormir na casa de Esther. Eu estava com medo, as noites não eram meus momentos mais fáceis, ainda sim eu queria pelo menos uma vez na minha vida falar que eu fui verdadeiramente feliz. Nós comemos e assistimos um filme, e por fim Esther quis ir até o seu quintal. Enquanto observamos o céu, uma tristeza desceu sobre mim, não era a tristeza que eu estava acostumada, mas sim uma saudade antecipada do sentimento que preenchia meu coração, eu queria poder congelar esse momento, mas ele escorregava aos poucos pelos os meus dedos. - Eu sei que minha vida parece perfeita, mas às vezes eu me pergunto se eu mereço isso, sabe? Eu nem sei se eu sou uma boa pessoa, alguém me ama? - Isso me pegou de surpresa, porque pra mim não existia uma versão dela que não fosse amável, para mim ela era tudo que existia de amável no mundo. - Eu te amo - eu sussurrei e peguei sua mão na minha, enquanto as palavras caíam sobre ela, eu decidi que era amar ela o que me fazia uma pouco mais próxima da luz. Se ela era tudo de amável no mundo e se eu era a única que a amava, então eu também era mesmo que só um pouco. Certos momentos ficam marcados na sua memória, eles não sempre fazem sentido, mas são esses pequenos momentos que te trazem de volta, quando o oceano tenta te puxar e te afundar, essa noite foi um desses momentos. Nada grande aconteceu, nada especial, eu não virei uma pessoa diferente, ainda sim eu nunca esqueceria o cheiro de grama molhado e calor dos dedos dela entre os meus, se isso era felicidade eu nunca mais queria largar-lá.
aqui vc encontra tudo que eu já escrevi, até agora
submitted by frustratedwriter15 to EscritoresBrasil [link] [comments]


2020.11.27 01:07 FeiceToFeice Estou me achando com o que fiz com a Alexa!

Programei uma Alexa!
Vou dar de presente para uma amiga em forma de declaração de amor!
Quando ela perguntar: Alexa. O ... me ama? Ela vai responder: claro que sim, se eu que sou um simples computador e não tenho coração sou capaz de sentir, se não tenho olho consigo ver, imagina você? Claro que te ama mulher!!!
Tá funcionando galera!!!!!
Aceito sugestões do que a Alexa deve responder para ela!!!
submitted by FeiceToFeice to desabafos [link] [comments]


2020.11.27 00:34 gjvnq1 O que vocês acham das descrições dos portugueses em "As Raízes do Brasil"? Ainda valem as partes sobre a cultura do trabalho?

No livro As Raizes do Brasil, o historiador Sérgio Buarque de Holanda faz vários comentários sobre o desgosto dos povos ibéricos ao trabalho. Vocês acham válidas as críticas que ele faz ou há um exagero? Essas críticas e observações ainda se aplicam nos dias de hoje?
Alguns trechos do livro, mais ou menos em ordem de mais interessante e menos texto. (os números são as localizações no ebook)
Clarificação:* o autor estava descrevendo os portugueses da época do descobrimento e da colônia e não os da época em que o livro foi escrito nem muito menos os de hoje.
1316: O que o português vinha buscar era, sem dúvida, a riqueza, mas riqueza que custa ousadia, não riqueza que custa trabalho.
764: Um fato que não se pode deixar de tomar em consideração no exame da psicologia desses povos é a invencível repulsa que sempre lhes inspirou toda moral fundada no culto ao trabalho.
1388: Todos queriam extrair do solo excessivos benefícios sem grandes sacrifícios. Ou, como já dizia o mais antigo dos nossos historiadores, queriam servir-se da terra, não como senhores, mas como usufrutuários, “só para a desfrutarem e a deixarem destruída”.
1325: No mesmo ano de 1535, em que Duarte Coelho desembarcava em sua donataria pernambucana, o humanista Clenardo, escrevendo de Lisboa a seu amigo Latônio, dava notícia das miseráveis condições em que jaziam no país as lides do campo: “Se em algum lugar a agricultura foi tida em desprezo”, dizia, “é incontestavelmente em Portugal. E, antes de mais nada, ficai sabendo que o que faz o nervo principal de uma nação é aqui de uma debilidade extrema; para mais, se há algum povo dado à preguiça sem ser o português, então não sei onde ele exista. Falo sobretudo de nós outros que habitamos além do Tejo e que respiramos de mais perto o ar da África”.
780: É compreensível, assim, que jamais se tenha naturalizado entre gente hispânica a moderna religião do trabalho e o apreço à atividade utilitária. Uma digna ociosidade sempre pareceu mais excelente, e até mais nobilitante, a um bom português ou a um espanhol, do que a luta insana pelo pão de cada dia. O que ambos admiram como ideal é uma vida de grande senhor, exclusiva de qualquer esforço, de qualquer preocupação. E assim, enquanto povos protestantes preconizam e exaltam o esforço manual, as nações ibéricas colocam-se ainda largamente no ponto de vista da Antiguidade clássica. O que entre elas predomina é a concepção antiga de que o ócio importa mais que o negócio e de que a atividade produtora é, em si, menos valiosa que a contemplação e o amor.
1214: Essa pouca disposição para o trabalho, ao menos para o trabalho sem compensação próxima, essa indolência, como diz o deão Inge, não sendo evidentemente um estímulo às ações aventurosas, não deixa de constituir, com notável frequência, o aspecto negativo do ânimo que gera as grandes empresas. Como explicar, sem isso, que os povos ibéricos mostrassem tanta aptidão para a caça aos bens materiais em outros continentes? “Um português”, comentava certo viajante em fins do século XVIII, “pode fretar um navio para o Brasil com menos dificuldade do que lhe é preciso para ir a cavalo de Lisboa ao Porto.” E essa ânsia de prosperidade sem custo, de títulos honoríficos, de posições e riquezas fáceis, tão notoriamente característica da gente de nossa terra, não é bem uma das manifestações mais cruas do espírito de aventura?
1587: Outro empecilho vinha, sem dúvida, do recurso muito ordinário aos chamados “negros de ganho” ou “moços de ganho”, que trabalhavam mediante simples licenças obtidas pelos senhores em benefício exclusivo destes. Assim, qualquer pessoa com fumaças de nobreza podia alcançar proveitos derivados dos trabalhos mais humildes sem degradar-se e sem calejar as mãos.
submitted by gjvnq1 to portugal [link] [comments]


2020.11.27 00:17 cercaesta 3 versículos para tener paz con Dios

3 versículos para tener paz con Dios submitted by cercaesta to u/cercaesta [link] [comments]


2020.11.26 23:59 _Anonimo_- me paso algo muy fuerte, me dio depresión y tal vez tengo algún tipo de trastorno. ahora me quiero suicidar

todo se remonta a hace 3 años. yo soy un chico que le cuesta encariñarse con alguien y es muy dificil que alguien me importe, pero llego "x". luego de una historia de amor generica terminamos pero ella seguia en mi mente por que era muy especial para mi y creo que todo fue mi culpa sobre nuestra ruptura. Luego de eso decidí borrar todo lo que tenga que ver con ella, ya sea mensajes, regalos, cartas etc. y también cada día que pensaba en ella decidía darme un golpe o hacer algo para desviar mi atención, ya no quería pensar en "x", luego de 2 años poco a poco fueron desapareciendo todos los recuerdos que tenia, seguía muy presente pero menos.... pero la maldita decidió volver a hablarme al 3er año y yo volví a quererla, ella se convirtió en mi mejor amiga y ya no quería nada con ella.
hablamos un buen tiempo y todo era muy bonito, sabia que ella me iba a lastimar otra vez... un pensamiento que por desgracia fue correcto.
por como me dijo los eventos, primero consiguió novio y luego me hablo, yo no tengo problema con lo del novio pero el problema es que ella por lo general es muy mala novia ya sea por x o y razón.
el caso que nos queríamos tanto que decidimos hacer planes a futuro como tener un departamento o algún lugar donde pudiéramos vivir juntos por que ambos tenemos problemas en casa y queremos irnos lo mas rápido posible.
el problema es que ella decidió cambiar su forma de ser y ahora quería empezar a ser una buena novia, así que me corto las alas por asi decirlo. ya no podíamos decir que nos queríamos, ya no íbamos a tener esa casa/departamento, ya no íbamos a ser tan apegados con el otro etc.
esto me destrozo aun que yo no quisiera nada con ella, yo solo era un amigo que era bastante feliz con ella, tal vez decir que nos queríamos y que queríamos 1 casa/departamento no era propio de amigos pero entonces por que decidió hablarme si ya sabe nuestra historia y ya sabe las cosas que podían pasar y lo mas importante. por que decide hablarme luego de conseguir novio.
paso en este orden. me vuelve a hablar después de 3 años en los que me dolió que se fuera, hablamos todos los días y nos volvemos muy apegados, hay mucho cariño por parte de los 2 y decidimos tener planes a futuro, me ilusiona y me hace tener 1 propósito en la vida (yo no tenia ningún plan a futuro) me llena la cabeza con cosas lindas, decide cambiar y ser una buena novia, dejamos de ser los mismos, dejamos de expresar sentimientos de cariño al otro, hace pedazos los planes que teníamos a futuro, dejo de ser la persona mas importante para ella, dejo de tener planes a futuro y ella que era la única persona que quería en este planeta se convierte en mi perdición...
antes de que me hablara mi vida era bastante mierda, era un fracaso en la escuela y me sentía responsable de todo lo malo que pasaba en la casa, aparte no tengo sentimientos por mi familia, de hecho a varios de ellos los odio y ni si quiera le tengo tanto aprecio a mi mama. lo único que me alejaba de esos problemas y esas mentalidades eran los videojuegos pero de un día para otro decidí dejarlos y no volver a tocar un mando, ahora me doy cuenta de la basura que es mi vida y de todo lo malo, me doy cuenta de que en ningún momento e sido feliz en mis 17 años de vida, ahora llega esta persona a hacerme la vida mucho mas alegre pero al poco tiempo decide dejar de hacerlo y sin querer me la hace peor de lo que era.
ahora no tengo nada y digamos que deje de tener interés en la vida y no tengo nada por lo que pelear, ahora lo único que esta en mi mente es el suicidio y acabar con esta miseria de vida.
así como ella es lo que mas quiero también es lo que hizo que tuviera este pensamiento suicida, como no dejamos de ser muy especial para el otro le dije todo esto que pensaba (obvio no le dije nada que la relacionara con ella para no hacerla sentir mal) y me ayudo... me mantuvo vivo durante uno o dos meses pero aun así soy bastante débil, no puedo ni quiero seguir con esto. no puedo estar con migo mismo 1 día por que los pensamientos suicidas se hacen mas fuertes y entro en una depresión horrible.
ahora decidí parar con esto de una buena vez... llevo casi 1 semana sin hablar con ella y ya me quiero morir, era lo que me mantenía con vida pero creo que eventualmente dejara de serlo y de todos modos me suicidare y para que esperar hasta ese día mientras el sufrimiento sigue y sigue.
suena como si me quisiera suicidar por ella pero es que fue la gota que derramo el vaso y es la razón mas fuerte por la que quiero suicidarme, pero aun así el resto de cosas son bastante malas para mi.
vengo a compartir esto con ustedes por que me alivia un poco hablar sobre esto pero ahora mismo la estoy pasando muy mal así que decidí suicidarme el sábado (28/11/2020)
también se que nadie se va a tomar el tiempo para leer todo esto por que sinceramente esta comunidad esta tan muerta como yo. así que este sera un mensaje para la nada, quiero dejar testimonio de lo que fui por si acaso alguien encuentra esto.
adiós, ya no puedo mas y ya no quiero hacer nada para arreglarlo... lo intente pero no puedo... si alguien en su familia les hace saber que tiene depresión por favor hagan lo que el pide, no estén encima de el todo el tiempo, solo hagan lo que el pida, yo no le dije esto a mi familia por que no quería que de la noche a la mañana me tengan mas atención, lo que me gustaría es que hagan lo que les pido, así que pienso que eso creen todos los depresivos suicidas.
el trastorno del que hablo en el titulo es que ahora me golpeo por cualquier cosa que este relacionada con el futuro, ya no quiero saber nada sobre el futuro.
mi vida fue una mierda.
gracias por leer esto, pero creo que para cuando alguien lo lea yo ya estare muerto asi que no se tomen la molestia de hablarme, no es la primera vez que hablo de esto en reddit pero si es la vez en la que explico el problema original.
lo que quiero decir es que ya se lo que me podrian decir "de ella no depende tu felicidad" "pide ayuda" o algo por el estilo... ahora si adios.. buenas noches-
submitted by _Anonimo_- to TrastornosYayuda [link] [comments]


2020.11.26 21:30 serionaoda Tenho 22 anos e não aguento mais minha mãe controlando a minha vida

Minha família toda por parte de mãe é extremamente religiosa e acham que é normal forçar a religião deles pra mim, sendo que eles sabem muito bem que eu não tenho as mesmas crenças. Todos eles apoiam minha mãe.
Ela sempre foi extremamente controladora. Controla até mesmo a hora que eu acordo, que eu vou dormir e a hora que eu guardo o celular. Controla quantas vezes por semana posso sair. Fica com raiva se compro algo com o meu próprio dinheiro sem avisar. Fica com raiva se falo que quero ver meu noivo durante a semana (só saímos nos finais de semana porque moramos longe um do outro).
Ela desdenha do nosso relacionamento. Fala que não entende porque queremos nos ver tanto e passar tanto tempo juntos (nos vemos 1 vez por semana). Fala que somos insuportáveis e que ela não aguenta mais lidar com a gente porque queremos nos ver toda hora.
Toda vez que falo que tô pensando em ir pra casa dele durante a semana, ela diz que eu sou louca e que estou cega de amor (???).
Não entendo porque ela se comporta assim, sendo que quando ele tá aqui ela trata ele super bem e já me disse várias vezes que ele é uma ótima pessoa.
Ela me controla com chantagem emocional e tentando me fazer ficar mal com as outras pessoas em quem confio. Fala que eu não tenho amigos de verdade e que as pessoas fingem que gostam de mim. Fala que meu noivo vai me largar e que eu vou voltar chorando pra ela. Fala que sou iludida e que ninguém me quer por perto.
Mesmo sabendo que ela fala tudo isso pra me controlar e que é tudo mentira, ainda me machuca muito. As vezes ela me faz ter crises de ansiedade horríveis falando todas essas coisas e ainda me chama de louca quanfo me vê mal depois.
Ela diz que como moro na casa dela, tenho que respeitar ela, que basicamente quer dizer que tenho que obedecer.
Faz muito tempo que quero sair de casa. Ganho o suficiente pra ir morar sozinha, mas estou juntando todo esse dinheiro pra me casar com meu noivo. Ainda não podemos morar juntos porque ele é estagiário e estamos esperando ele ter um emprego de verdade.
A previsão é que a gente consiga se casar daqui a um ano, com o dinheiro que estamos juntando (não pra festa, mas pra comprar os móveis da casa). Aí também daria tempo de ele ser contratado em algum lugar.
Mas eu não aguento mais esperar um ano. Não aguento mais ver minha mãe surtando e gritando comigo só porque eu falei que queria sair pra ver meu noivo ou porque ela me viu assistindo uma live hindu (que pra ela é coisa do demônio).
Não aguento mais ficar ouvindo ela e minha família falando coisas homofóbicas e machistas em todas as reuniões de família.
O pior de tudo é que depois que ela para de gritar, ela finge que tá tudo bem e eu que exagerei.
Sério, quero muito ir embora mas aí não vou conseguir guardar dinheiro pro meu casamento. Não aguento mais. Não sei o que fazer.
submitted by serionaoda to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 19:19 PsycopathXw Refugio

Salmos.-13:1-5 Mi Señor y Dios, ¿vas a tenerme siempre olvidado? ¿Vas a negarte a mirarme? ¿Debe seguir mi corazón siempre angustiado, siempre sufriendo? ¿Hasta cuándo el enemigo me va a seguir dominando? Mírame y respóndeme; ¡ayúdame a entender lo que pasa! De lo contrario, perderé la vida; mi enemigo cantará victoria y se alegrará de mi fracaso. Pero yo, Dios mío, confío en tu gran amor y me lleno de alegría porque me salvaste. ¡Voy a cantarte himnos porque has sido bueno conmigo!
El rey David clamaba a Dios y le cuestionaba el porque de su situación si él siempre hacia lo correcto, estaba angustiado y temeroso, estaba huyendo del rey Saúl que lo quería matar.
Cuantas veces nos sentimos así, con ganas de salir corriendo y escondernos en una cueva donde nadie nos encuentre. Lo malo es que contrario a David le reclamamos a Dios por la situación que estamos pasando (que muchas veces nosotros provocamos) pensando que nunca se solucionara, no tomamos las armas que tenemos para salir de ese estado depresivo, la alabanza, oracion y una fe genuina.
No importa lo que estés pasando puede ser escases, desamor, enfermedad, no lo se pero Dios si lo sabe, recuerda, no se te olvide de donde te saco Dios, de las tantas cosas que te a dado, levántate, sacudete el polvo y sigue adelante, asi como el Rey David decía en el Sal. 103 "Bendice, alma mía, a Jehová, Y bendiga todo mi ser su santo nombre. Bendice, alma mía, a Jehová, Y no olvides ninguno de sus beneficios.
Si estas pasando por una tormenta en estos momentos NTP. Pasara... Saldrá la luz, brillara el sol, ninguna tormenta dura para siempre ni podrá quitarte las bendiciones que vienen en camino, habla con Dios. Tomado(a) de su mano pasaras las tormentas, comprenderás que era para bien y le darás gracias por la lección aprendida.
Sr. Clamo a ti por la situación que estoy pasando, dame fuerzas para salir adelante, se que tu vas conmigo y que junto con la prueba viene también la salida, gracias! Padre, en el nombre de Jesús, amen.
Salmos 34:17-20 Claman los justos, y Jehová oye, Y los libra de todas sus angustias. Cercano está Jehová a los quebrantados de corazón; Y salva a los contritos de espíritu. Muchas son las aflicciones del justo, Pero de todas ellas le librará Jehová. Él guarda todos sus huesos; Ni uno de ellos será quebrantado.
submitted by PsycopathXw to mensajesdeDios [link] [comments]


2020.11.26 19:11 SuperCowToTheRescue Les quería compartir un texto interesante, con una visión diferente, sobre Diego Maradona, escrito por una amiga húngara

Maradona, el Mesías de los pueblos oprimidos autora: Adam Timea ed. Juan Cruz Casabona
El mundo occidental se maneja en la base de ciertos códigos, no importa a donde vas, cuando decís "el Papa" o "Jesús", la gente te va a entender. No es así en Asia. Cuando cruzamos las fronteras geográficas europeas, cruzamos una frontera cultural también. En Asia hay cristianos, pero son relativamente pocos. La mayoría de la población pertenece a la religión musulmana, o hindú, y hay también muchos budistas. En Asia el mapa también es diferente: Asia ocupa la parte central, Europa esta pegado, África esta cerca, y America esta muchísimo mas lejos, en un lugar cercano al borde del mapa. Por eso la forma de pensar sobre el mundo desde Asia, es totalmente diferente. Sus formas de expresarse, de percibir el mundo, sus códigos sociales son diferentes. Su estructura de pensamiento, su forma de relacionarse consigo mismo y con los demás, es muy diferente al mundo occidental. Cuando decíamos "soy de Hungría, o soy de Argentina", no significaba nada para ellos, porque estos países ocupan lugares marginales en sus mapas, en su historia, en su cultura y en sus pensamientos. Pero existe una palabra universal que todo el mundo entiende, una palabra que genera sonrisas y abre el corazón y la puerta de las casas de la gente en todos lados. En los grandes centros metropolitanos o en el pueblo mas aislado de el planeta donde ni siquiera los propios gobiernos tienen registro de sus habitantes hay una palabra que trasciende el tiempo, el espacio y la cultura. Esa palabra es "MARADONA". Maradona el Icono, Maradona el Héroe, Maradona el Dios. Pero porqué es así? Porqué un pequeño morocho proveniente de una villa, quien no vivió una vida ejemplar ni respetable con sus escándalos de drogas y relaciones amorosas, cautiva el corazón del mundo? Porque aunque somos diferentes, la humanidad comparte algunos cuentos universales. Algunos sueños y deseos, algunos dolores y sufrimientos comunes a todos. Los piratas ingleses invadieron el planeta, invadieron África, Oceanía y America, intentaron invadir la Argentina varias veces en el pasado, y por supuesto, se robaron las Malvinas. Los ingleses invadieron un inmenso territorio en Asia también, y cuando se fueron, dejaron atrás al menos dos cosas: destrucción y el Futbol. En cualquier lugar de Asia por el que viajamos, llegamos a la misma conclusión: los ingleses dejaron un desastre a nivel político, territorial y cultural, muy difícil de arreglar. Intentaron desarmar estructuras culturales, sociales, religiosas y políticas establecidas por estos pueblos a lo largo de miles de años. Y dejaron un vacío, lleno de dolor, frustración y rabia. Los pueblos en Asia tienen que resolver este caos por si mismos. Por eso cuando viene un pobre morocho y les gana a los piratas blancos en su propio juego en forma tan virtuosa y picara, no es solo una victoria de el pueblo argentino, es una victoria de todos los pueblos invadidos, es una metáfora. El pequeño David, sin chance de ganar, se enfrenta al gigante Goliat. No tiene otra arma que una pelota de Fútbol en la zurda. La razón dice que esta destinado a fallar. Pero el chiquito posee algo que Goliat no tiene: un corazón lleno de amor, bronca y valentía. Y con dos tiros destroza al gigante. Dos golazos, uno sucio pero reconocido por todo el mundo, ya que se justifica por todo el sufrimiento cometido por los invasores. Ese truquito es lo menos que se merecen. Y un golazo virtuoso, supernatural, que solo podría haber sido ejecutado por el "Elegido". Aunque la historia de David y Goliat, no existe en todas las culturas, el arquetipo de ese cuento si. Los débiles, los oprimidos, se revelan contra el opresor, y de su lucha emerge una victoria gloriosa. Es el arquetipo de todos los cuentos populares: el oprimido vence al opresor, y hace justicia. Igualdad y libertad: lo que todos los pueblos desean lograr. Y esto se gana mediante la intervención de un Héroe, que surge en el seno del pueblo. Es el elegido de Dios y por eso invocar su nombre, genera sonrisas y abre puertas. Porque no solo es un futbolista, es un Héroe elegido por Dios para vencer la injusticia. Y por eso todo a todo el mundo le duele la pérdida de Maradona.
submitted by SuperCowToTheRescue to argentina [link] [comments]


2020.11.26 19:00 PsycopathXw Comunion

2 Reyes.- 20:3-50
«Dios mío, no te olvides de que yo siempre he sido sincero contigo, y te he agradado en todo». Luego Ezequías lloró con mucha tristeza. Isaías lo dejó, pero antes de salir al patio central del palacio, Dios le dijo: «Vuelve y dile al rey, que yo, el Dios de su antepasado David, escuché su oración y vi sus lágrimas. Dile que voy a sanarlo, y que le daré quince años más de vida. Dentro de tres días ya podrá venir a mi templo para adorarme. Además, por amor a mí mismo, y a David, quien me fue fiel en todo, salvaré a Ezequías y a Jerusalén del poder del rey de Asiria».
Cuanta gente esta muriendo en el mundo a causa de la pandemia.... este pasaje bíblico me recuerda cuan importante es estar en comunión con Dios, no solo cuando tengo problemas, enfermedad o cuando tengo tiempo de sobra, sino siempre.
Ezequias clama a Dios y es respondida su oracion, es sanado de su enfermedad y se le dan 15 años mas de vida. Dios le dice que en 3 días ya podrá ir al templo a adorarle., aquí se ve que el rey era un hombre de fe y tenia comunión con Dios. Ya no tenemos que ir al templo a adorarle, Dios no habita en templos echos por manos de hombres, el habita dentro de ti, ahí donde estés si quieres puedes tener comunión con Él. La muerte de Cristo en la cruz nos dio acceso directo a la presencia de Dios padre, El te conoce y esta esperando que tu tambien lo conozcas. Él te quiere bendecir, créelo y actúa en base a eso.
Dios conoce todo, hasta los pensamientos mas profundos, cuando logremos comprender esto, actuemos y pensemos de acuerdo a el carácter de Cristo hasta entonces serán escuchadas nuestras oraciones.
Por amor a su creación y la promesa echa a nuestros ancestros que han sido fieles a Él, Dios te esta llamando ahora, es tiempo de ordenar toda tu vida mañana no sabemos que pasara....
Sr. Clamo a ti por los que tu conoces, por los que tu ya escogiste, los que te conocen y te aman, guárdalos y protegerlos de todo mal y ten misericordia de los incrédulos, te lo pido en el poderoso nombre de Jesús, amen.
Juan 17: 20-22 Mas no ruego solamente por éstos, sino también por los que han de creer en mí por la palabra de ellos, para que todos sean uno; como tú, oh Padre, en mí, y yo en ti, que también ellos sean uno en nosotros; para que el mundo crea que tú me enviaste.
submitted by PsycopathXw to mensajesdeDios [link] [comments]


2020.11.26 18:59 PsycopathXw Dificultades

Gálatas 6:2 “Sobrellevad los unos las cargas de los otros;” Romanos 12:15 “Gozaos con los que se gozan: llorad con los que lloran.”
Todos pasamos por tiempos difíciles en algún momento de nuestras vidas, hay que aprender a apoyarnos en otros., si nos aislamos nos pasara como cuando un animal se aparta de la manada, el león lo matara. Dios es nuestro pastor y el nos protege de cualquier acechanza del maligno, su Santo Espiritu nos alerta para no separarnos de la "manada" nos pone gente a nuestro rededor empezando por la familia, amigos, iglesia, conocidos, hasta nos manda angeles en forma de personas para ayudarnos y muchas veces ni cuenta nos damos. Siempre nos sostiene en esos tiempos difíciles por el toque de las vidas de otros. Es una gran bendicion el saber que tenemos a alguien; que no estamos solos; que hay alguien que está dispuesto a tocarnos, sostenernos, guardarnos de ser destruidos. Si tu casa no esta cimentada sobre la roca que es Cristo, es tiempo de que comiences a hacerlo, la tormenta esta cerca y el enemigo anda como león, rigiendo, atacando, quiere destruir tu fe, tu familia, tu salud, economía, no lo permitas, si Dios esta contigo pronto pasara la tormenta y vendrán tiempos mejores, Dios lo dijo y así será.
Sr.ayudamos a ser de esas personas que sostienen a los que están por caer, que tu luz resplandezca sobre nuestros rostros y puedamos reflejar tu luz y amor a los que no tienen esperanza, en el nombre de Jesús, te lo pido, amen.
Mateo 7:24 Cualquiera, pues, que me oye estas palabras, y las hace, le compararé a un hombre prudente, que edificó su casa sobre la roca. 25 Descendió lluvia, y vinieron ríos, y soplaron vientos, y golpearon contra aquella casa; y no cayó, porque estaba fundada sobre la roca. 26 Pero cualquiera que me oye estas palabras y no las hace, le compararé a un hombre insensato, que edificó su casa sobre la arena; 27 y descendió lluvia, y vinieron ríos, y soplaron vientos, y dieron con ímpetu contra aquella casa; y cayó, y fue grande su ruina.
submitted by PsycopathXw to mensajesdeDios [link] [comments]


2020.11.26 15:37 Greym4n055 Meu tio tentou matar a minha vó e eu tenho que conviver com ele

Ele é esquizofrênico, já causou dor de cabeça para a família relacionada a drogas, bebida, dinheiro e agressividade durante as crises. A minha vó, mãe dele, é a pessoa que eu mais amo no mundo. Por algum motivo durante as crises ela se torna a pessoa mais odiosa do mundo pra ele. A primeira vez foi quando estávamos morando em uma casa, ela chegou ensanguentada dizendo que ele tinha atacado ela com uma tesoura, a segunda foi quando estávamos em um apartamento, ele apareceu pedindo dinheiro, minha mãe negou e dias depois ele apareceu lá tentando pular a janela, estávamos sozinhos, eu tinha 10 anos. Ela pediu para ele dar a volta no prédio e entrar pela porta, enquanto isso me escondeu em baixo da cama e foi se esconder na portaria. Ele tinha um martelo e quebrou todas as nossas televisões e o nosso microondas, por algum motivo não me viu quando entrou no meu quarto. Tempos depois ele foi preso por matar um bandido da rua dele. Agora que já saiu eu tenho que agir normalmente quando estamos em alguma confraternização da família, todos perdoaram ele, inclusive a minha vó com aquele amor incondicional de mãe. Mas eu? Bom, não vou aceitar uma terceira vez. No mais, prefiro manter distância.
submitted by Greym4n055 to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 00:56 hydrated_person undertale sans stronger than you parody but i translated it into spanish for no reason (i dont speak spanish)

[Introducción]
Es un hermoso día afuera
Los pájaros cantan. Las flores están floreciendo
En días como estos niños como usted debe estar ardiendo en el infierno!

[Versículo 1]
dar la vuelta chico It'd ser un crimen
Si tuviera que volver a la promesa, hice para ti...
Así que no pases por encima de esa línea
Si no, amigo Vas a pasar mal.

Pero los niños como tú no juegan con las reglas.
Y los chicos como yo
no es fácil ser jugado por tontos
Así que vamos a dejar que la habitación se ensiente
¡Vamos, Sucio Hermano Asesino!

[Coro]
Seguir adelante y tratar de golpearme si eres capaz
Supongo que descubriste que mi misericordia es de la mesa
Puedo decir que te estás hartando de intentarlo
¡Pero creo que estás loco de seguir muriendo!

¡No vas a ganar, estaremos aquí juntos!
¡Luchando en este juicio, acarrear para siempre!
Sé que acabas de reiniciar cada vez que te gane
Pero siempre estaré aquí para conocerte.

Sé que estás hecho de amor, amor
Amor (X3)

[Versículo 2]
Aquí es donde se detiene
¡Aquí es donde termina!
Si quieres pasarme
¡Será mejor que lo intentes de nuevo!

Pero no importa cómo te estan yo
No te rendirás Eres Un ataque.
¿Te gusta el sentimiento de tus pecados?
¿Arrastrándote por la espalda...?

[Coro 2]
Ir adelante trate de golpearme si eres capaz
Usted debe saber por saber que mi misericordia de la mesa
¿Crees que puedes perdonarme como si estuviera un peón?
Bueno, no perdonaste a mi hermano
¡Así que ponte a casa!

Sé que has hecho desaparecer a todos mis amigos
Pero todo lo que les importaba es por qué estoy aquí
Soy su misericordia, soy su venganza
Yo soy Su... Determinación

Sé que estás hecho de amor, amor
Amor (X3)

[Otro]
¡Pero creo que soy más fuerte que tú!
submitted by hydrated_person to copypasta [link] [comments]